Luanda
Especiais
PROVÍNCIA / Luanda / Benfica / Viajar  / De Luanda a Cabo Ledo
De Luanda a Cabo Ledo
  • mercado_de_benfica_welcometo_angola
  • museu_da_escravatura_welcometo_angola
  • miradouro_da_lua_welcometo_angola
  • miradouro_da_lua_welcometo_angola
  • ponte_rio_kwanza_welcometo_angola
  • barra_do_kwanza_welcometo_angola
  • praia_do_sangano_welcometo_angola
  • praia_do_sangano_welcometo_angola
  • praia_do_sangano_welcometo_angola
  • praia_do_sangano_welcometo_angola
Classificação
Passeio: De Luanda até Cabo Ledo

Locais de Paragem: Mercado de Benfica 'Kifica', Museu da Escravatura, Miradouro da Lua, Barra do Kwanza, Sangano e Cabo Ledo.

Distância: Entre Luanda e Cabo Ledo, cerca de 120 Kms.

Meio de Transporte: Carro de Aluguer (4x4 de preferência) será o ideal

Duração: Se for directo de Luanda a Cabo Ledo, de manhã bem cedo para evitar o trânsito, poderá levar um pouco mais de duas horas. Num passeio com paragens nos locais indicados, poderá durar entre quatro a cinco horas até chegar a Cabo Ledo.

Saindo de Luanda, para Sul, passará pelo Mercado de Benfica, o mais tradicional artesanato do país, o qual merece uma paragem. Este mercado está aberto ao público de terça-feira a domingo.

Depois, no Morro da Cruz, encontra-se o Museu da Escravatura, criado em 1997 pelo Instituto Nacional do Património Cultural para dar a conhecer a história da escravatura em Angola.

A sede do museu é a Capela da Casa Grande, templo do século XVII, local onde os escravos eram baptizados antes de serem enviados para o continente americano. está aberto das 9:00h às 16:00h, só aos sábados e domingos.

A cerca de 40 Kms de Luanda, mais uma paragem, desta vez no Miradouro da Lua. Ao longo do tempo, a erosão provocada pelo vento e pela chuva foi criando a paisagem de tipo lunar que hoje encontramos neste local de visita obrigatória com uma vista magnífica sobre o mar.

A cerca de 75 kms de Luanda, passará pela ponte do rio Kwanza e chegará à Barra do Kwanza, local para uma agradável paragem e, dependendo da hora, para um almoço, no qual poderá saborear especialidades como o cacusso grelhado, panguila, lagosta ou outros frutos do mar, como as kiketas ou os mexilhões.

A Barra do Kwanza é o local da foz do Kwanza, o maior rio angolano, e marca o limite entre as províncias de Luanda e do Bengo, a Barra do Kwanza é também um local ideal para a pesca desportiva, dispondo de um hotel com restaurante e de infra-estruturas para o lazer. Este ponto, num cenário de grande beleza natural, com praias fluviais e marítimas desertas, marca uma das entradas no Parque Nacional da Kissama. Mas este Parque merece a visita em dia(s) próprio!

Após cerca de 27 Kms para sul da Barra do Kwanza chegará a Sangano, onde poderá desfrutar da Praia do Sangano, lugar de grande beleza natural. A zona tem restaurantes, resorts e é propícia a actividades aquáticas, como mergulho e pesca.

Mais uns kilómetros e chegará ao destino que propomos, Cabo Ledo. Vai encontrar praias de águas límpidas, óptimas para a pesca e o surf, belas falésias e infra-estruturas de grande qualidade. Os restaurantes destas praias oferecem pratos deliciosos, onde o peixe e os frutos do mar reinam. Vai ver que os 120 Kms percorridos vão vale muito a pena e tornar este passeio uma experiência inesquecível!
Comentários
Margarida
Obrigada pela matéria, muito boa.
Pedro
Assim falou um americano do norte nascido em Nova York e monge no Brasil. " Angola passou por uma guerra civil de 30 anos. Isto desestruturou a comunidade masculina. Os monges ficaram como que vagando a um passo da guerra, mudaram 9 vezes em 30 anos e a vida monástica ficou comprometida. As monjas mudaram para a cidade de Huambo e se refugiaram numa propriedade do Bispo. Testemunharam tudo e se mantiveram unidas. Angola é um país super sofrido. Peço sua orações."
Alfredo Vasconcelos S. Vicente Cabo Verde
Ei-de voltar
castelo rocha
Gostei do site e gostaria que colocassem também os preços médios praticados nestas paragens. Obgado!
Rui Simoes Natural de Luanda
As principais coisas sao,baixar os preços das coisas pois salgadissimos,nem um Hotel de quatro estrelas ou mesmo cinco estrelas nao custam o que praticam ai,ate mesmo na alimentaçao,se cobrassem um preço atrairiam muitos mais turistas,pois a quantidade faz o bolo crescer,ate talvez eu seria um desses.
Por lapso denunciei um comment acima. Pelo facto as minhas desculpas
Comentário
Joaquim Pontes
Ainda há quem duvide que Angola é maravilhosa, feiticeira, gostava de visitá- la e percorrer diversos lugares, pelo menos, alguns por onde passei, Norte - Uige - Sanza Pombo Quimbele, Cuango, Negage, Carmona, etc....lindo, lindo, não sei se todo aquele/a que por lá tenha passado, não deseje de lá voltar. Para esse grande País o maior sucesso, para lá vai caminhando, pelo que me foi dado ver aqui, aquela marginal de Luanda, como era e como está? Linda...abraço e força angolanos.
Infelizmente não sou Angolana, adoraria ter nascido num país como o vosso, é sim
Comentário
Nome
Comentário
Nome
Comentário
Nome
Comentário
Muito interessante
Comentário
Comentar